Portugal Centro
» Restaurantes
início
   
Desporto no Centro
distrito

Foto: DR


Sistema FireTrack capaz de detectar fogo em tempo real

Um sistema de deteo de incndios em tempo real, baseado em redes de sensores sem fios associadas a outras tecnologias de comunicao e gesto da informao, foi criado, em Coimbra, por uma parceria liderada pela empresa MediaPrimer.

Caracterizado como “um sistema inovador de deteção de incêndios em tempo real”, o ‘FireTrack’ baseia-se em redes de sensores sem fios, comunicações por GSM (SMS) com os clientes e por TCP/IP com o servidor central e num sistema de gestão de toda a informação - segundo um comunicado da empresa com sede em Coimbra.

“Ao detetar condições potenciais de incêndio, ou uma ignição, o ‘FireTrack’ comunica imediatamente a situação aos clientes do sistema, que poderão ser as autoridades competentes, o que vai permitir uma resposta mais rpida e, consequentemente, mais eficiente”, adianta.

Jos Carlos Teixeira, CEO da MediaPrimer - Tecnologias e Sistemas Multimdia, disse hoje à agência Lusa que os sensores consistem em “pequenas cpsulas de forma cilndrica que se metem na terra”.

O sistema de deteção e/ou acompanhamento da evolução de fogos florestais prevê, nomeadamente, que os sensores entrem em alerta quando a temperatura superior a 45 graus e que seja dado um sinal indicando a existência de fogo, capaz de ativar os ‘sprinklers’ (aspersores de gua), explicou.

De acordo com o professor catedrtico da Universidade de Coimbra, o sistema pensado para zonas de floresta, podendo ser usado em reas em que preciso fazer um permetro de proteção, mas tambm em zonas habitacionais, confinantes com floresta, em que seja preciso proteger determinados bens.

J testado em ensaios laboratoriais e no terreno, o ‘FireTrack’ teve “resultados muito positivos e satisfatrios”, pelo que a solução entrar na fase de comercialização depois do verão, adiantou Jos Carlos Teixeira.

Financiada pelo Quadro de Referência Estratgico Nacional (QREN) com cerca de 400 mil euros, a solução foi desenvolvida no âmbito de uma parceria em que coube à MediaPrimer, “para alm de todas as funções inerentes à função de promotor lder do projeto, o desenvolvimento do sistema central de gestão georreferenciada da rede de sensores e de toda a informação do sistema”.

À empresa ISA - Intelligent Sensing Anywhere coube o desenvolvimento da rede de sensores sem fios que monitoriza continuamente a temperatura do ar, ao Instituto Pedro Nunes o desenvolvimento da infraestrutura tecnolgica de ligação da rede de sensores ao sistema de gestão central e à Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial o suporte cientfico na rea dos incêndios florestais e realização de testes no terreno.

O sistema “promete ser uma preciosa ajuda contra o flagelo das chamas. Para alm de permitir uma maior eficiência na deteção e nas operações de combate aos fogos, ao fornecer informação em tempo real, o ‘FireTrack - Fire Detection and Monitoring’ reduz os riscos de perdas humanas e materiais ao possibilitar uma reação imediata das equipas, evitando-se assim a propagação descontrolada do fogo”, lê-se na nota.


2011-07-28 | Dirio Digital
 
 
Agenda

Não existem eventos!
 
PORTUGAL CENTRO 2006-2017
© Todos os direitos reservados
Powered by Takemedia