Portugal Centro
» Vinhas e Vinhos
início
   
Geral



Foto: DR



Cidade Europeia do Vinho em 2012 ser portuguesa

Os municpios portugueses ligados à produção de vinho podem candidatar-se a ostentarem, durante o ano 2012, o ttulo de Cidade Europeia do Vinho. A apresentação de candidaturas decorre entre Junho e Setembro. Em Novembro ser a sua avaliação at à sua nomeação pela Rede Europeia das Cidades do Vinho (RECEVIN) de um conjunto de 73 municpios integrantes da Associação de Municpios Portugueses do Vinho (AMPV).

Dar destaque ao vinho como produto de excelência e contribuir para a riqueza, para a diversidade e valores comuns da cultura vitivincola pela Europa junto da comunidade são objectivos de uma iniciativa que a AMPV j vinha realizando intramuros com o ttulo de “Capital do Vinho”, de que Palmela, Beja e Viana do Castelo foram protagonistas nos ltimos três anos.

A realização de acções culturais, de formação, de sensibilização e conhecimento, de valorização da histria do sector devem constar, a par de muitas outras, de um programa anual de actividades a apresentar pelos municpios candidatos à Cidade Europeia do Vinho 2012. Em Fevereiro de 2012 ter lugar a comemoração oficial da nomeação da cidade durante a assembleia-geral da RECEVIN.

O projecto foi apresentado durante a Feira Nacional de Agricultura. Para o vice-presidente da Câmara do Cartaxo, municpio que preside à Recevin, a instituição da Cidade Europeia do Vinho vem fortalecer e dar mais enfoque aos temas ligados ao vinho, reforçando aspectos ligados à produção, à cultura, histria e tradições dos municpios vitivincolas.

Para o secretrio-geral da AMPV, Jos Arruda, a iniciativa Capital do Vinho tem permitido que cidades sem grande tradição vitivincola dinamizem iniciativas que deixam marcas positivas para o futuro.

Presente na conferência de imprensa o presidente da Comissão Vitivincola Regional (CVR) de Lisboa e ex-presidente da ViniPortugal, Vasco Avillez, salientou a necessidade de promover o consumo de vinho e os seus benefcios entre os mais novos em detrimento do lcool que ingerem noutras bebidas.

 Deu como exemplo o facto de em 2011 cada português ter consumido, em mdia, 40 litros de vinhos, face aos 125 litros consumidos em 1985 ou aos 80 litros registados em 2000.

A velha frase de que “beber vinho d de comer um milhão de portugueses” continua actual pelo facto de o negcio do vinho envolver cerca de um milhão de pessoas”, conclui.

 


2011-07-04 | O Mirante
 
 
Agenda

Não existem eventos!
 
PORTUGAL CENTRO 2006-2017
© Todos os direitos reservados
Powered by Takemedia